Treinamento funcional para idosos

Por que o treinamento funcional para idosos é tão importante?

Quando se fala em exercício físico para a terceira idade, logo vem à mente a caminhada ou hidroginástica. Mas saiba que o treinamento funcional para idosos é outra atividade que também pode proporcionar ganhos para a saúde e qualidade de vida.

Com o avanço da idade, é natural ocorrer algum desgaste do corpo. Por isso é fundamental realizar uma atividade para melhorar o condicionamento físico. Assim, o idoso fica mais preparado para continuar a realizar as atividades rotineiras, como subir escadas, carregar sacolas etc.

Neste post mostramos por que a turma da terceira idade pode se beneficiar com o treinamento funcional. Confira!

Exercita o corpo de forma global

O treinamento funcional envolve movimentos naturais do ser humano, aqueles que utilizamos para as tarefas rotineiras. Assim, trabalha o corpo de forma global, melhorando a aptidão física e prevenindo lesões.

São exercícios variados — como sentar, levantar, andar, correr, carregar, empurrar, puxar. Eles ajudam a ajustar a postura e melhorar o condicionamento físico, coordenação motora, equilíbrio, flexibilidade e agilidade.

Isso é possível uma vez que a atividade trabalha a região do core — que envolve os músculos do abdômen, quadril e lombar — garantindo, dessa forma, a estabilização da coluna.

Aumenta a força e resistência

Utilizando o peso do próprio corpo ou acessórios como cones, corda ou mini trampolim, o treinamento funcional propõe exercícios que fortalecem os músculos, proporcionando o aumento da força e resistência dos idosos.

Com isso, a pessoa consegue realizar sem problemas tarefas simples do dia a dia — como carregar o lixo até a calçada, fazer compras ou brincar com os netos.

Melhora a função cardíaca

Além de melhorar a força, resistência e trazer flexibilidade, o treino funcional trabalha com o sistema cardiorrespiratório. Isso porque os exercícios aprimoram as habilidades aeróbicas, visto que exigem velocidade para sua execução e tempo prolongado de permanência em cada posição.

É claro que tudo é adaptado de acordo com o potencial de movimento do idoso. A evolução dos exercícios é gradual e acontece conforme a melhora de desempenho do aluno.

Resgata a autonomia

O treinamento funcional para idosos proporciona a amplitude da mobilidade ao trabalhar com os movimentos naturais do corpo, por isso são de grande ajuda na execução de atividades rotineiras. Isso se reflete em mais autonomia para o indivíduo, que consegue ter mais disposição, um dia a dia mais ativo e, portanto, qualidade de vida.

Essa independência tem consequências também no aumento da autoestima, pois a pessoa se sente mais confiante e feliz para aproveitar a chamada “melhor idade” — o que reduz também o risco de depressão.

O treinamento funcional para idosos é uma atividade bastante benéfica. Ele respeita a condição do indivíduo e trabalha os movimentos que são exigidos para tarefas corriqueiras. A precaução é somente começar os exercícios após a liberação médica e ter o acompanhamento de um profissional de educação física.

Quer começar a se exercitar e ter uma vida mais saudável? Entre em contato com a Clínica Grendene — que conta com um Studio Funcional, direcionado para atividade física personalizada!

Sem Comentários

Cancelar