Quer saber mais sobre os diversos tipos de peeling? Leia nosso artigo!

Tipos de peeling: saiba aqui qual a melhor indicação para você

Todos sabem que cuidar da pele é um fator definitivo para a beleza — com o bônus de trazer benefícios para a saúde — e o peeling é um dos tratamentos mais conhecidos e eficazes dentre as opções para esfoliação e limpeza de pele. O método consiste na aplicação de substâncias sobre a superfície da pele do rosto para que células mortas da pele e outros elementos indesejáveis sejam eliminados.

A palavra peeling tem origem do inglês “peel”, que significa descamar. O método é considerado o mais eficaz na remoção de células mortas da pele e é utilizado não só como tratamento estético, mas em tratamentos dermatológicos, como na remoção de manchas da pele por exposição ao sol, estrias e cicatrizes.

Existem diversos tipos de peeling, os mais comuns são o químico e o físico, mas pode-se encontrar peelings com fontes naturais e até aplicados com lasers. Vamos falar um pouco mais sobre cada um deles a seguir!

Peeling físico

Esse tipo de peeling consiste na utilização de recursos físicos para a esfoliação da pele. Com o movimento abrasivo, as células mortas são retiradas, dando espaço para células novas e trazendo resultados positivos na aparência e hidratação da pele.

Normalmente faz uso de lixas ou materiais cristalinos que, em contato com a pele, promovem os efeitos desejados. São considerados tratamentos superficiais e, por isso, exigem menos tempo de recuperação e menor custo para aplicação.

Peeling químico

O peeling químico é utilizado, principalmente, no tratamento de estrias e dermatoses. É feito por meio da aplicação de agentes químicos na pele, que destacam o tecido sem vida e favorecem o crescimento de uma camada nova, mais lisa e firme, que promove o rejuvenescimento.

Os tipos de peeling químico mais utilizados são:

  • peeling com ácido glicólico: utilizado na redução de rugas e no tratamento de manchas por exposição ao sol;
  • peeling com ácido salicílico: além de eficaz no tratamento de rugas, promove clareamento da pele e elimina cravos.

A aplicação do peeling químico pode variar quanto à potência e profundidade da sessão, cada uma trazendo resultados diferentes conforme a necessidade. São as seguintes:

  • superficial: contra rugas, acnes e marcas superficiais na pele;
  • média: remove rugas ou erupções cutâneas mais profundas;
  • profunda: usada no tratamento de manchas ou cicatrizes causadas por exposição solar.

Peeling biológico

Também conhecido como peeling enzimático, esse tipo de tratamento remove finas camadas da superfície da pele utilizando enzimas que, normalmente, são extraídas de fontes naturais, como frutas (abacaxi e mamão são as mais comuns). Apresenta resultados rápidos e muito positivos:

  • renovação celular;
  • uniformidade da pele;
  • hidratação e melhora na textura da pele;
  • brilho e maciez aparentes na primeira sessão.

Ele pode ser aplicado em qualquer região do corpo e, por atuar superficialmente e ser de base natural, quase não apresenta reações após a aplicação. Grávidas, inclusive, podem realizar o tratamento sem medo.

Peeling a laser

Utilizado em tratamentos mais profundos, o peeling a laser — conhecido como Ressurfacing — é uma alternativa para casos mais sensíveis. O procedimento atinge uma camada da pele chamada derme, localizada embaixo da camada mais superficial, a epiderme.

O peeling a laser pode atingir tanto a derme superficial quanto a derme profunda, remodelando a pele e aumentando a produção de colágeno, proteína responsável pela constituição e firmeza do tecido.

Existem dois tipos conhecidos:

  • CO2;
  • Erbium.

A diferença básica entre eles está na capacidade de remoção. O laser de CO2 tem capacidade de remoção quase dez vezes maior do que o de Erbium, conforme diz um estudo da Revista Brasileira de Cirurgia Plástica. Por isso, a quantidade de sessões do laser de CO2 é bem menor que a de Erbium para obter os resultados desejados.

Qualquer que seja a sua escolha, o tratamento com peeling é eficaz e repleto de benefícios para o seu corpo, além, é claro, de manter sua beleza e autoestima em dia.

Gostou do artigo? É importante ter sempre informações em mãos na hora de escolher um tratamento adequado e que traga resultados de verdade. Agora que você sabe quais os tipos de peeling mais indicados para cada situação, continue conosco e confira outros tipos de tratamentos faciais para se sentir cada vez mais bonita.

Sem Comentários

Cancelar