Você sabia que existem dois tipos de estrias? Confira aqui!

Saiba quais são os tipos de estrias e onde elas aparecem

celulite e a gordura localizada têm uma amiga que você já deve conhecer… a estria! Esse trio é o terror de quem quer manter a pele bonita e o corpo sem marcas ou furinhos. Infelizmente, as estrias são bastante comuns, embora causem, na maioria dos casos, somente desconforto visual.

Mas você sabia que existem dois tipos de estrias? Pois é, nem toda estria é igual, e elas podem aparecer em diversas fases da vida — e locais do corpo! Se você quer entender um pouquinho melhor sobre esse problema, preparamos este post para tirar todas as suas dúvidas!

As estrias

Imagine uma sacola plástica, dessas que pegamos no supermercado mesmo, sendo esticada ao máximo, sem rasgar. Você perceberá que o plástico esticou tanto que não volta mais ao tamanho original, deixando marcas no local em que foi alargado. Acontece mais ou menos a mesma coisa com a pele.

As estrias são rupturas das fibras elásticas e de colágeno da pele, ocasionadas por submeter a cútis a um estiramento que ela não consegue suportar. Quando alguma região do corpo “cresce” rapidamente, a pele não dá conta de esticar e acaba rompendo, dando surgimento às estrias. E, assim como o exemplo da sacola, a pele não volta mais ao lugar, deixando um aspecto flácido na área afetada.

Os tipos de estrias

Há dois tipos de estrias: a avermelhada e a branca. Veja, a seguir, as diferenças entre elas.

Avermelhada

É a estria mais recente. O tom vermelho ou arroxeado acontece por conta de um processo inflamatório simultâneo ao rompimento das fibras — por isso, é bastante comum as estrias coçarem quando estão surgindo.

Por serem “novas”, são mais fáceis de tratar e, com o passar do tempo e fim do processo de inflamação, tornam-se mais claras.

Branca

É o resultado do “envelhecimento” da estria avermelhada. Não causa coceira ou desconforto, mas é mais difícil de apresentar melhora, uma vez que a estria já se “recuperou” do surgimento, ficando mais próxima a uma cicatriz.

Nesse estágio, a pele já sofreu a atrofia das fibras, e o corpo passou a produzir um colágeno mais espesso, que destrói a melanina — por isso a coloração clara. As estrias brancas, não necessariamente, são desta cor, uma vez que o seu tom de pele influencia no processo de coloração.

Os locais do corpo mais propensos às estrias

Como falamos, a região que mais crescer é a mais propensa ao aparecimento das estrias. Na gestação, por exemplo, barriga e seios estão mais expostos às mudanças e aos estiramentos da pele.

Saiba agora outros momentos da vida que podem contribuir para o surgimento de algum dos tipos de estrias e onde elas são mais frequentes:

Ganho de peso

Ganhar peso de uma hora para outra não dá tempo para a sua pele se acostumar com a gordura que está recebendo. Nesse caso, é comum o aparecimento de estrias nas regiões das coxas, nádegas, dos seios e da barriga.

Adolescência

Tanto em meninos como em meninas, a adolescência costuma causar o “estirão do crescimento”, que é quando se cresce alguns centímetros em pouco espaço de tempo. Nessa fase, as costas são o local mais propício ao surgimento de estrias.

Colocação de silicone

Aqui, o lugar mais propício é aquele que o silicone for colocado, seja no bumbum ou nos seios.

Academia

Assim como no ganho súbito de peso, a atrofia dos músculos também pode romper a fibra da pele. O crescimento dos músculos pode ser mais acelerado que a capacidade da pele de se esticar. As costas, os ombros e os braços podem ser alvos das estrias — claro que depende da região muscular que está começando a “crescer”.

Infelizmente, não há como garantir o desaparecimento total das estrias, principalmente das brancas. As avermelhadas ainda podem responder aos tratamentos por estarem na fase inicial, mas o melhor mesmo é investir na prevenção: mantenha uma dieta equilibrada, beba muita água e abuse dos cremes hidratantes! Nunca se automedique e sempre procure a ajuda de um dermatologista. Só um profissional poderá avaliar seu caso e sugerir o melhor tratamento.

Se você gostou deste post sobre tipos de estrias, curta também nossa página no Facebook e fique por dentro de todas as nossas novidades!

Sem Comentários

Cancelar