Fast Track Recovery na mamoplastia

 

Com a amamentação ocorre uma mudança bem significativa das estruturas mamárias. Essas alterações evidenciam flacidez do tecido mamário e motivam muitas mulheres a implantação de silicone. Para a realização do procedimento são realizados exames pré-operatórios e após são recomendados cuidados específicos pós-operatórios que podem variar conforme o estado de saúde do paciente e estilo de vida.

Uma preocupação natural das pacientes é com o pós-operatório da cirurgia de implante de silicone (mamoplastia de aumento), que em média dura 30 dias para possibilitar o retorno do paciente as suas atividades cotidianas.

Atualmente, dispõe-se de uma técnica muito interessante que reduz esse tempo para até 1 semana em alguns casos, conhecida como FAST TRACK RECOVERY ou RECUPERAÇÃO RÁPIDA, sendo um protocolo cirúrgico que estabelece uma sequência de ações, que no seu conjunto, ajudam a reduzir o tempo de recuperação. Conforme artigo publicado na revista científica The Annals of Thoracic Surgery.

Dentre essas ações podemos destacar a colocação de tapping elástico precoce (prevenção de edema) e a movimentação dos braços da paciente orientada, logo depois da cirurgia, ainda no quarto. Esses movimentos são específicos e realizados em intervalos determinados pelo fisioterapeuta para estimular uma cicatrização mais rápida. A realização da técnica de forma não orientada por um profissional especializado pode acarretar em graves problemas como, cicatrização inadequada e deslocamento da prótese.

Além disso, a anestesia administrada de forma mais especial, reduz o desconforto da paciente e melhora todo o processo cirúrgico, evitando dores de cabeça e desconfortos no corpo. Com isso, entre 3 e 4 horas o procedimento é realizado e a paciente liberada para o início dos primeiros cuidados pós cirúrgicos. Já no dia seguinte, é possível retomar a maior parte dos movimentos dos braços e afazeres do dia a dia, até mesmo certos tipos de trabalho que não agreguem muito esforço físico ou nos quais seja possível realizar algumas pausas durante o dia.

Com as orientações sendo seguidas corretamente, realizando os exercícios e movimentações indicadas pelo profissional e tomando as devidas precauções, os resultados mais agradáveis e suaves do pós-operatório aparecem aos poucos, de forma gradativa.

Por fim, conclui-se que a soma de todas as ações incluídas neste protocolo pós- cirúrgico, possibilita maior agilidade no processo pós-implantação de próteses de mama, viabilizando recuperação total da paciente, na maioria dos casos, reduzindo o período de um mês para uma semana.  A decisão da utilização do Fast Track Recovery deve ser sempre realizada previamente ao procedimento pelo cirurgião avaliando os reais benefícios em cada caso.

Recomendações:

Há alguns cuidados diante desta técnica, embora ela facilite o pós-operatório de uma forma mais rápida; é importante lembrar:

– A paciente deve continuar realizando exercícios de movimentação diariamente;
– Retomar a rotina de trabalho aos poucos – estimativa de 3 dias depois da mamoplastia;
– Não se expor ao sol para realizar suas atividades por um período de 3 meses.

 

Vanessa Grendene
Fisioterapeuta e Proprietária – Clínica Grendene

Sem Comentários

Cancelar