Entenda como fazer uma reeducação alimentar

Ao contrário do que muita gente pensa, fazer uma reeducação alimentar não é o mesmo que fazer uma dieta. A diferença está na duração, já que a dieta tem prazo para acabar e, geralmente, é bastante restritiva, enquanto a reeducação é uma mudança de hábitos a fim de beneficiar a saúde e deve ser acompanhada por um nutricionista.

Quer saber mais a respeito? Continue acompanhando!

Quais são os benefícios da reeducação alimentar?

Devido à diferença na duração entre a dieta e a reeducação é que a segunda é muito mais vantajosa. Quando você se permite aprender a como se alimentar corretamente e faz uma mudança definitiva, beneficia-se com diversas mudanças permanentes, como uma saúde melhor, a perda de peso, uma melhor autoestima e muito mais.

E não para por aí: ao fazer uma dieta, você se expõe ao risco de voltar a ganhar o peso perdido após o término do período de restrição. No entanto, com a reeducação da alimentação, você sabe como é se alimentar corretamente e consegue fazer com que isso traga resultados definitivos.

Como faço para reeducar minha alimentação?

A reeducação nada mais é do que uma mudança de hábitos e do que se conhece por alimentação, tentando mudar o que não é benéfico para o seu corpo e para a sua saúde. Veja, a seguir, como começar a mudança de hábitos.

Adapte seu paladar

Se você é uma dessas pessoas que não têm costume de comer frutas, legumes, verduras, alimentos integrais e outros, então, precisa adaptar o seu paladar. Muitas vezes, a falta de gosto por alimentos mais saudáveis é apenas uma questão de hábito.

A mudança não precisa ser feita da noite para o dia, mas de forma gradual. Para isso, o ideal é incluir, aos poucos, em suas refeições e em pequenas quantidades, alguns alimentos de que você não costuma gostar. Vale procurar as receitas que mais o agradem com esse ingrediente e aumentar e variar conforme você se acostuma com o sabor.

Tenha horário para comer

O ideal é não ficar muito tempo sem comer para evitar o consumo do dobro devido à fome intensa. Em vez disso, procure comer de 3 em 3 horas. Dessa forma, você favorece um metabolismo mais acelerado.

No entanto, fique atento à quantidade. Tenha uma refeição reforçada no café da manhã, no almoço e na janta. Entre as refeições, você pode procurar fazer pequenos lanches, visto que deve aumentar a quantidade de vezes em que vai comer.

Use os alimentos a seu favor

Existem diversos alimentos que são saudáveis e que ajudam a manter o corpo mais saciado, evitando picos de glicose no sangue, tais como os alimentos integrais, que são ricos em fibras — sementes, cereais, algumas frutas e outros. Eles podem e devem ser incluídos em todas as refeições.
Além disso, a ingestão constante de água durante o dia e até 30 minutos antes e depois das refeições também ajuda no funcionamento do corpo e promove saciedade.

Se você deseja começar uma reeducação alimentar para aumentar sua qualidade de vida, lembre-se de procurar um acompanhamento, afinal, um nutricionista é a pessoa mais indicada para orientá-lo em uma mudança e na escolha de um cardápio de acordo com seus gostos e necessidades.

Gostou do artigo? Ele foi útil para você? Compartilhe-o com seus amigos nas redes sociais!

Sem Comentários

Cancelar