Descubra tratamentos estéticos para gordura localizada para acabar com ela de vez!

Confira 4 tratamentos estéticos para gordura localizada

Você tem uma barriga saliente que não vai embora de jeito nenhum, independentemente do esforço feito nos exercícios físicos e alimentação? Saiba que existe solução para isso: alguns tratamentos estéticos para gordura localizada podem ajudar a eliminar esse incômodo.

Engana-se quem pensa que esse problema é exclusivo de quem está acima do peso. Até mesmo as pessoas magras podem ser afetadas pelo acúmulo de gordura em determinadas partes do corpo. E por que isso acontece? Uma alimentação desequilibrada, por exemplo, pode fazer o organismo criar uma reserva de energia. Então, a gordura se aloja em áreas estratégicas como abdômen, flancos, culote e parte interna das coxas.

Não perca mais tempo! Leia este post e conheça quatro tratamentos que ajudam a diminuir a gordura localizada. Boa leitura!

1. Ultrassom

O procedimento é feito com um aparelho de ultrassom de alta intensidade com o objetivo de reduzir o tecido adiposo e melhorar o contorno do corpo. As ondas sonoras emitidas pelo equipamento formam bolhas de ar ao redor da gordura — elas crescem até estourar. Isso faz com que a gordura se torne líquida seja metabolizada pelo organismo e após eliminada pelo sistema linfático.

Para alcançar os resultados desejados, o ideal é fazer, no mínimo, seis sessões. São recomendadas atividade física após a aplicação e drenagem linfática para potencializar os seus efeitos. O tratamento não causa dor e não exige um prazo para recuperação. Só tome cuidado, pois existem contraindicações: gestantes, pessoas com diabetes, indivíduos que utilizam próteses metálicas ou marca-passo não podem passar pelo processo.

2. Criolipólise

O tratamento consiste no congelamento das células de gordura e o resultado pode ser visto após a primeira sessão com recuperação completa após 90 dias. O procedimento é feito com um equipamento que suga a região com gordura localizada, resfria e congela o local. Nessa técnica, as células de gordura também são eliminadas pelo sistema linfático.

O método pode ser um pouco doloroso no início, mas não é insuportável. Além do mais, é contraindicado para grávidas, pessoas que passaram por cirurgia recente, quem é sensível ao frio ou tem alguma infecção na pele.

Apesar de eliminar a gordura indesejada, os riscos da criolipólise incluem hematomas, inchaço, inflamações, flacidez tecidual e queimaduras. Por isso, é essencial buscar clínicas de confiança e profissionais qualificados para fazer o procedimento de forma segura.

3. Criofrequência

Como na criolipólise, também resfria a epiderme. Porém, a criofrequência é combinada com ondas de calor que provocam um choque térmico nas células de gordura. Além de ser um dos tratamentos estéticos para gordura localizada, o método também é eficaz para rejuvenescer a pele, diminuir a flacidez e melhorar o aspecto da celulite.

Porém, nem todo mundo pode utilizar o recurso. A estratégia não pode ser adotada por gestantes, lactantes, pessoas com câncer de pele, quem tem próteses metálicas na região a ser tratada e usuários de corticóides.

4. Lipolaser

Essa ferramenta contém uma série de lasers que agem ao mesmo tempo. As ondas luminosas atingem as células de gordura e as transformam em ácidos graxos e glicerol. Assim, as substâncias podem ser eliminadas pelo sistema linfático.

Para melhores resultados, a recomendação é fazer, pelo menos, oito sessões com frequência média de duas vezes por semana. O tratamento pode reduzir celulites e medidas, além de eliminar a gordura localizada. O lipolaser não é indicado para gestantes e pacientes com insuficiência hepática ou renal.

Eliminar os pneuzinhos indesejados não é fácil, mas existem tratamentos estéticos para gordura localizada que podem ajudá-lo a se livrar do problema. Todos os procedimentos citados são seguros e têm vantagens que vão além da eliminação da gordura corporal. Só fique atento para escolher uma clínica que garanta a eficácia dos métodos.

Gostou do post? Então siga-nos no Facebook, no Instagram, no YouTube e no Google+ para ver mais conteúdos como este.

Sem Comentários

Cancelar