Veja algumas dicas para fazer bronzeamento artificial com segurança e mantê-lo durante o ano!

O que é preciso para fazer bronzeamento artificial com segurança?

O desejo de estender a cor do bronzeado do verão para as outras estações, hoje, é possível, se você tomar os devidos cuidados, sem prejudicar a saúde da pele. Com a técnica do bronzeamento artificial, a cor natural, ao se expor ao sol, é reproduzida a partir da aplicação de produtos químicos ou por meio das polêmicas e proibidas câmaras artificiais.

Manter a cor uniforme ao longo do ano sem se expor ao sol com o bronzeamento artificial requer atenção e uma qualificada escolha profissional. Vamos explicar, neste post, os riscos que podem estar ligados ao bronzeamento artificial e traremos algumas dicas seguras de como deixar seu corpo com a cor desejada.

Bronzeamento artificial: tipos e riscos

A cor uniforme da pele, obtida com o bronzeamento artificial, pode ser alcançada de duas formas, ou seja, os procedimentos mais seguros são os que utilizam produtos que podem ser jateados ou passados no seu corpo.

A outra, ainda realizada em clínicas, e que pode trazer muitos riscos, é a técnica do bronzeamento em câmaras. Seu uso já foi proibido pela ANVISA, que alerta para a falta de um padrão, de manutenção nas máquinas e para o perigo da exposição às luzes, que podem causar muitos danos à saúde.

Intensidade da cor e forma de aplicação: escolha a sua

Depois de optar pelo bronzeamento correto, agora, é o momento de escolher a forma como será feita a aplicação. Cada uma das técnicas resultará em diferentes intensidades na cor e na uniformidade do bronzeado.

Jato de ar

O procedimento do jato de ar permite escolher a intensidade da cor. Quanto maior a quantidade aplicada, mais intensa será a cor. Os cuidados com essa técnica são simples: após o processo, é preciso aguardar cerca de 30 minutos para a secagem do produto.

Depois, é necessário aguardar 8 horas para tomar um banho e evitar o uso de roupas muito justas. Esses cuidados são importantes para que não se formem manchas e prejudiquem o seu bronzeado.

Autobronzeamento

O mais prático e fácil é o autobronzeamento. Com ele, você não vai precisar sair de casa. Cremes de várias marcas podem ser encontrados em farmácias e lojas especializadas.

O cuidado para essa técnica é fazer sempre o uso de luvas na aplicação do produto para não manchar as mãos e ter ainda muita atenção com a uniformidade ao passar. É possível que algumas partes do corpo recebam menos creme que outras.

Cor e hidratação

Com essa alternativa, você terá a possibilidade de obter cor com hidratação. Sim, hoje é possível encontrar cremes bronzeadores com hidratante. A praticidade na aplicação e o retorno na cor são os grandes aliados desse procedimento. Agora que você já conhece os tipos de bronzeamento, vamos saber quais os riscos das suas aplicações.

Prevenção: cuidados antes de fazer um bronzeamento artificial

Ao optar por uma técnica de bronzeamento artificial, é preciso conhecer de antemão a forma de aplicação e os seus perigos. Tenha atenção ao profissional e à clínica ao escolher pelo bronzeamento a jato. Existem muitas empresas voltadas à estética que disponibilizam o procedimento, mas é preciso estar atento às instalações e às normas de aplicação.

Se você optar pelas câmaras de bronzeamento, mesmo sendo proibidas, saiba que suas luzes penetram camadas mais profundas da pele e podem ocasionar queimaduras e, até mesmo, câncer.

Com o uso de substâncias químicas, você terá mais segurança e conforto. Na técnica, são utilizadas substâncias hidratantes e jatos com o chamado DHA. O composto reage por meio da queratina da pele, alterando a sua coloração.

Agora que você já sabe tudo sobre os procedimentos de bronzeamento artificial, que tal conhecer os 5 tratamentos estéticos que estão bombando?

Sem Comentários

Cancelar