Fast Track Recovery na mamoplastia

Fast Track Recovery na mamoplastia

 

Com a amamentação ocorre uma mudança bem significativa das estruturas mamárias. Essas alterações evidenciam flacidez do tecido mamário e motivam muitas mulheres a implantação de silicone. Para a realização do procedimento são realizados exames pré-operatórios e após são recomendados cuidados específicos pós-operatórios que podem variar conforme o estado de saúde do paciente e estilo de vida.

Uma preocupação natural das pacientes é com o pós-operatório da cirurgia de implante de silicone (mamoplastia de aumento), que em média dura 30 dias para possibilitar o retorno do paciente as suas atividades cotidianas.

Atualmente, dispõe-se de uma técnica muito interessante que reduz esse tempo para até 1 semana em alguns casos, conhecida como FAST TRACK RECOVERY ou RECUPERAÇÃO RÁPIDA, sendo um protocolo cirúrgico que estabelece uma sequência de ações, que no seu conjunto, ajudam a reduzir o tempo de recuperação. Conforme artigo publicado na revista científica The Annals of Thoracic Surgery.

Dentre essas ações podemos destacar a colocação de tapping elástico precoce (prevenção de edema) e a movimentação dos braços da paciente orientada, logo depois da cirurgia, ainda no quarto. Esses movimentos são específicos e realizados em intervalos determinados pelo fisioterapeuta para estimular uma cicatrização mais rápida. A realização da técnica de forma não orientada por um profissional especializado pode acarretar em graves problemas como, cicatrização inadequada e deslocamento da prótese.

Além disso, a anestesia administrada de forma mais especial, reduz o desconforto da paciente e melhora todo o processo cirúrgico, evitando dores de cabeça e desconfortos no corpo. Com isso, entre 3 e 4 horas o procedimento é realizado e a paciente liberada para o início dos primeiros cuidados pós cirúrgicos. Já no dia seguinte, é possível retomar a maior parte dos movimentos dos braços e afazeres do dia a dia, até mesmo certos tipos de trabalho que não agreguem muito esforço físico ou nos quais seja possível realizar algumas pausas durante o dia.

Com as orientações sendo seguidas corretamente, realizando os exercícios e movimentações indicadas pelo profissional e tomando as devidas precauções, os resultados mais agradáveis e suaves do pós-operatório aparecem aos poucos, de forma gradativa.

Por fim, conclui-se que a soma de todas as ações incluídas neste protocolo pós- cirúrgico, possibilita maior agilidade no processo pós-implantação de próteses de mama, viabilizando recuperação total da paciente, na maioria dos casos, reduzindo o período de um mês para uma semana.  A decisão da utilização do Fast Track Recovery deve ser sempre realizada previamente ao procedimento pelo cirurgião avaliando os reais benefícios em cada caso.

Recomendações:

Há alguns cuidados diante desta técnica, embora ela facilite o pós-operatório de uma forma mais rápida; é importante lembrar:

– A paciente deve continuar realizando exercícios de movimentação diariamente;
– Retomar a rotina de trabalho aos poucos – estimativa de 3 dias depois da mamoplastia;
– Não se expor ao sol para realizar suas atividades por um período de 3 meses.

 

Vanessa Grendene
Fisioterapeuta e Proprietária – Clínica Grendene

NOVIDADE! Micropigmentação na Grendene

NOVIDADE! Micropigmentação na Grendene

 

A Micropigmentação é uma tendência cada vez mais utilizada pelas pessoas que querem salientar a sua beleza de forma natural e realista. Através desta técnica implantamos pigmento para cobrir falhas, melhorar simetria, oferecer mais cor, auto-estima e beleza. Durante este período que utilizamos máscaras constantemente o olhar ficou em evidência e por isso trouxemos essa novidade para vocês.

A Micropigmentação pode ser feita em homens e em mulheres. Apresentamos este serviço para várias regiões como: sobrancelhas, olhos, lábios e na reconstrução ou melhora no desenho da aréola mamária.

Os procedimentos são feitos de maneira personalizada a cada cliente, de acordo com suas características físicas e pessoais.

Te convidamos a fazer uma avaliação, para fazermos uma simulação e esclarecer todas as tuas possíveis dúvidas! Entre em contato pelo nosso telefone 981019997 ou nos procure no instagram da @clinicagrendene.

 

                     Tettê Shazadi
               Micropigmentadora

Imunidade

Imunidade

 

Queixas sobre “baixa imunidade” são recorrentes dentro do consultório e a partir dela, começa a se mapiar as possíveis causas de um paciente estar frequentemente doente. Portanto, falar sobre esse tema e desenhar uma conduta única é algo difícil, pois há várias possíveis complicações ligadas a este ponto, como: estresse, deficiências nutricionais, alteração de microbiota, entre outros pontos.

Para se chegar a causa desta queda de imunidade é necessário um anamnese criteriosa (exames laboratoriais, análise de sinais e sintomas), para detectar outros sintomas que também podem estar relacionados a esta desordem ou que auxiliem descartar algumas possibilidades.

Evidencias cientificas,  pars auxiliam a detectar os nutrientes relacionados a esta resposta do nosso corpo, como:  Selênio, zinco, Vitamina c, Ferro, Ácido fólico, etc. Este ajuste, também é individualizado, através de alimentos OU suplementação. Deixo uma dica de refeição na qual contempla, boa parte destes nutrientes: arroz, feijão, couve refogada, uma laranja picada e de sobremesa chocolate amargo.

Outras condutas estão relacionadas a imunidade, como amenizar a ansiedade e estresse do paciente, que podem ser tratadas através de técnicas de respiração, meditação e dependendo do caso, fitoterápicos, com esta finalidade. Portanto, o importante é entender que há solução e procurar um profissional capacitado para lhe auxiliar!

 

NUTRICIONSTA MARIANA MARTINS
CRN 11149

Otoplastia

Otoplastia

 

A presença de orelhas em abano decorre de uma alteração congênita do formato, relevo ou mesmo da posição das orelhas, fazendo com que estas fiquem muito aparentes, trazendo considerável prejuízo para a harmonia facial.  Por ser uma alteração congênita, é muito comum ser transmitida geneticamente, assim pais com orelha em abano apresentam maior possibilidade de terem filhos com a mesma alteração.

Apesar de não acarretarem alterações fisiológicas ou funcionais, ou seja, a audição nesses casos é perfeitamente normal, tais deformidades da orelha proporcionam considerável prejuízo estético. A presença de orelhas em abano pode causar ainda traumas psicológicos, distúrbios comportamentais e restrição do convívio social, sobretudo em crianças e adolescentes, por serem freqüentemente vítimas de apelidos ou mesmo bullyng. Estudos apontam que os problemas psicológicos sofrido por estes pacientes na infância relacionam-se com piora da qualidade de vida, resultando em pior desempenho na escola, inseguranças e baixa autoestima, dentre outras alterações comportamentais.

Otoplastia é a cirurgia que corrige as orelhas em abano. Este procedimento cirúrgico é realizado através de várias técnicas que esculpem e modelam as cartilagens da orelha, corrigindo assim esta alteração com resultados muito naturais. Atualmente as técnicas utilizadas permitem uma recuperação extremamente rápida, muitas vezes propiciando o retorno às atividades habituais em até 48 horas. O procedimento deve ser realizado em bloco cirúrgico, podendo ser executado com anestesia local com ou sem sedação. A cicatriz resultante fica posicionada no sulco presente atrás da orelha, e se torna, via de regra, praticamente imperceptível.

Atualmente existe consenso que podemos realizar esta cirurgia em crianças a partir dos 6 ou 7 anos de idade, uma vez que a orelha esta praticamente formada, período que coincide com o início da fase escolar, época em que apelidos indesejáveis são criados pelos colegas de escola e que podem trazer traumas psicológicos futuros.

Assim, apesar de a otoplastia poder ser realizada em qualquer idade no adulto, quanto mais precoce for realizada na criança melhor, pois evita traumas psicológicos, baixa autoestima e, em casos mais extremos, bullying. Procure o auxílio de um Cirurgião Plástico devidamente qualificado e Especialista pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica para maiores informações.

Por Dr. Alexander Hornos*

*O Dr. Alexander Hornos, CRM 29199, é Cirurgião Plástico, Membro Titular pela Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica. Veja mais em: http://www.alexanderhornos.com.br/

A importância de ter uma pele hidratada

A importância de ter uma pele hidratada

 

Em tempos de isolamento, o banho, a higienização das mãos e dos ambientes foi intensificada através de álcool e detergentes. Essa prática constante propicia o ressecamento das superfícies da pele. Você sabia que a hidratação é um dos passos mais importantes na rotina de cuidados da pele? É ela que ajuda a equilibrar a quantidade de água adequada em nosso corpo e pele, deixando-a com a aparência mais saudável e bonita. A hidratação é indispensável, por isso, vou falar sobre como ela é importante para todos os tipos de pele, inclusive as oleosas.

Por que a hidratação do corpo e da pele é importante?

A hidratação nada mais é do que a reposição de água no organismo, equilibrando a composição corporal. Ela representa entre 50 e 65% do nosso corpo e é essencial para o bom funcionamento do nosso sistema, inclusive para a pele. A hidratação diária é fundamental para essa reposição ser bem-sucedida, tanto pela ingestão de líquidos quanto pelo uso de hidratantes, lembrando sempre de utilizar produtos específicos para cada tipo de pele..

Quando a pele está hidratada, ela possui aspecto saudável, jovial e firme. Em casos de desidratação, a pele fica áspera, opaca e sem vida, com descamação e que ressaltam rugas e linhas de expressão. Além de suscetível a descamação e sensibilidade. É importante utilizar produtos hidratantes que reponham e retenham a água necessária para prevenir o aparecimento desses sinais da idade e para manter a pele saudável e resistente.

A hidratação apropriada impede descamação, coceira, aspereza e sensibilidade, características de uma pele ressecada. Por isso, é essencial ingerir água regularmente, para ajudar na manutenção, bom funcionamento do organismo e evitar que esse ressecamento apareça. São indicados cerca de 2 a 3 litros ao longo do dia.

Hidratação da Pele e Barreira Natural de Proteção

A pele é o maior órgão do corpo humano possuindo funções específicas e que contribuem para a manutenção da saúde de todo o organismo. Composta pela epiderme, derme e hipoderme, a pele exerce suas funções de proteção, flexibilidade e sensorial. A epiderme é a camada superficial tendo o estrato córneo como o principal responsável por manter a hidratação em todos os níveis da pele, formando uma barreira de proteção natural contra a perda de água cutânea, também chamada de manto hidrolipídico. Outro fator importante que evita a perda de água indireta é o microbioma, conjunto de microrganismos (principalmente bactérias e fungos), que habitam a superfície da pele proporcionando diversos benefícios como proteção e nutrição

Uma pele hidratada é sinônimo de pele saudável, uma vez que o equilíbrio de água é fundamental para manter o bom funcionamento de todas as células, em todas as camadas da pele. Esta pele é muito menos vulnerável às agressões externas, enquanto uma pele seca está relacionada a diversas alterações e patologias dermatológicas.

A hidratação da pele humana é decorrente do equilíbrio entre a água fornecida (internamente ou por produtos dermocosméticos) e as perdas por evaporação. Desta forma, a ingestão de água e o uso de dermocosméticos que aumentem a hidratação e reduzam a perda de água por evaporação, restaurando a barreira natural cutânea, são de fundamental importância para todos os tipos de pele.

Os ativos utilizados para hidratação inserem componentes hidrofílicos (que retém e repõe água) nas camadas mais externas da pele ou promovem a formação de um filme oclusivo sobre a camada córnea, impedindo desta maneira a evaporação da água. Além disto, ativos que fortalecem as células da pele, reduzem a inflamação e protegem contra agressões externas são importantes para auxiliar na recuperação da pele que pode estar danificada.

Características de uma pele desidratada

A característica de pele seca pode ocorrer por diversos fatores, de genéticos a agressores externos como, o clima, exposição solar, esfoliação excessiva, uso de medicamento anti-acne, banhos quentes, produtos químicos e poluição. Atualmente, com a rotina de higiene pessoal intensificada, o uso constante de álcool gel e até mesmo máscaras de proteção, tem levado a danos importantes na superfície da pele, deixando-a mais ressecada, vulnerável e causando lesões na barreira de proteção natural que podem até provocar fissuras, feridas na pele e posteriores doenças dermatológicas por esta fragilidade. Seguem alguns exemplos de doenças que podem surgir ou se agravar pela falta de hidratação: rosácea, dermatite átopica, psoríase, dentre outras.

Neste sentido, o uso de sabonetes que limpem sem agredir a pele e dermocosméticos com eficácia hidratante, reparadora e restauradora se tornam fundamentais na rotina de cuidados com a pele. É importante ressaltar que a inclusão destes produtos se torna fundamental para todos os tipos de pele, inclusive as oleosas, garantindo o bom funcionamento e saúde cutâneos. Visto que peles oleosas quando desidratadas apresentam efeito rebote de aumento da oleosidade, repuxamento da pele, descamação, falta de viço e elasticidade.

Diversos ativos dermatológicos do tipo emolientes, umectantes, restauradores e filmógenos podem ser aplicados para hidratar e restaurar a barreira cutânea cada um a sua maneira. Os emolientes criam uma película impedindo a perda de água; os umectantes umidificam a pele retendo a água na superfície e os hidratantes, por conta de substâncias atingem a derme e aumentam o fator de hidratação natural. Dentre estes, pode-se destacar: niacinamida, ceramidas, manteiga de Karité, ômegas, vitaminas, ácido hialurônico, uréia, água termal, óleo de semente de girassol, glicerina.

Exemplos de ativos para hidratação da pele e suas funções

A niacinamida é um ativo multifuncional que proporciona diversos benefícios para a pele. Em formulações hidratantes, a niacinamida restaura a barreira cutânea, auxilia na recuperação da pele contra a inflamação, restaura os ácidos graxos naturais da pele reforçando a hidratação além de proteger contra agressores externos como a poluição.

As ceramidas e ômegas são substâncias presentes naturalmente na pele que formam a barreira hidro lipídica (impermeável) como se fosse o cimento que promove a adesão das células da superfície, garantindo a proteção contra a perda de água por evaporação. Além disto, estes ativos aumentar a flexibilidade e resistência da pele.

A manteiga de Karité aumenta a quantidade de água na pele por formar um filme sobre a superfície, aumentando também a resistência contra agressões externas e diminuindo a irritação por atrito, como o que pode acontecer com o uso de máscaras. A vitamina E protege os lipídeos da superfície a pele da oxidação, ajudando na restauração da barreira cutânea.

Por que devemos usar produtos diferentes no corpo e no rosto?

É muito comum ter essa dúvida: o hidratante corporal pode, eventualmente, ser aplicado no rosto? Cada área possui necessidades e características diferentes, exigindo produtos específicos. Caso sejam utilizados em locais inadequados, há chances de surgirem efeitos indesejados, como reações alérgicas.

A textura da pele do rosto é diferente da do corpo, requerendo produtos adaptáveis para cada tipo. O rosto possui a pele mais fina, que pede uma textura mais leve, produtos que se adaptam a ela e até alguns ativos antienvelhecimento. Já no corpo, onde a pele é mais grossa, o toque do produto deve ser mais denso para, além de hidratar, estimular a renovação celular.

Hidratação em áreas específicas

Áreas como mãos, joelhos, cotovelos e pés costumam ser as mais ressecadas. Essas regiões são extremamente expostas e muito afetadas pela temperatura, pelo vento e pela umidade. Por serem áreas de dobras e apoio, os joelhos e cotovelos sofrem traumas com o passar do tempo, precisando de cuidados especiais. Investir na hidratação dessas áreas, principalmente à noite, pode ajudar com a melhora do ressecamento, pois durante o sono o corpo fica mais suscetível à penetração dos ativos hidratantes.

Para que essas áreas e também o resto do corpo se mantenham hidratados, evite banhos com água muito quente, já que a temperatura elimina a oleosidade natural da pele, contribuindo para o ressecamento. Esfregar demais a pele pode danificar a região, portanto, realize movimentos suaves e delicados. Procure sempre hidratar a pele com produtos adequados e também ingerindo água, assim, você manterá sua cútis saudável e bonita.

Hidratação para cada tipo de pele. Todas precisam?

Sim, todas as peles precisam de hidratação, inclusive a pele oleosa. Esse tipo de pele, se não estiver hidratada, ficará ressecada, deixando-a ainda mais oleosa. Diferente do que muitos pensam o excesso de oleosidade não garante a hidratação do local, isso porque esse sebo em grande quantidade está apontando que há um desequilíbrio entre água e oleosidade na pele, e as substâncias não se misturam.

Por isso é essencial que, na hora de escolher o seu hidratante, você opte por um produto apropriado para a sua pele. Cada tipo possui necessidades específicas e escolher uma textura de hidratante que seja compatível com o que a sua pele precisa é o melhor caminho a seguir. Por exemplo, para pele oleosa, as texturas leves e livres de óleos são as melhores. Para pele seca, os hidratantes mais densos são os indicados, como cremes ou loções cremosas.

Como hidratar a pele corretamente?

Segue um passo a passo para elucidar e facilitar as rotinas de hidratação.

Corpo:

1. Higienize a pele com um sabonete ou gel diretamente no banho – dependendo do grau de desidratação, um sabonete com maior poder de hidratação e menor poder de adstringência;
2. Com uma bucha vegetal, remova suavemente as células mortas e impurezas de toda a região, em movimentos circulares. (Se houver alguma patologia como a dermatite atópica diagnosticada, esse hábito precisa ser deixado de lado. Converse com o seu dermatologista!);
3. Enxague a pele;
4. Ao sair do banho, seque a pele delicadamente com uma toalha de microfibra;
5. Aplique o hidratante corporal da sua preferência logo após, já que é nesta hora que a pele fica mais propensa à absorção do produto.

Rosto:

1. Higienize o rosto com um sabonete ou gel específico para o seu tipo de pele;
2. Enxague abundantemente com água fria;
3. Seque delicadamente com a toalha;
4. Aplique um hidratante específico para o seu tipo de pele em todo o rosto e pescoço, com movimentos circulares e ascendentes;
5. Em seguida, aplique o seu dermocosmético de tratamento (anti-rugas, anti-acne…);
6. Finalize a rotina com o seu protetor solar.

Por fim, espero que as dicas tenham sido úteis! Se vocês gostaram fiquem atentos nos próximos posts do blog.

Muito Obrigado!

Vanessa Grendene
Fisioterapeuta e Proprietária – Clínica Grendene

Quando nasce a esperança

Quando nasce a esperança

 

Estamos assistindo ao nascimento de um novo mundo.

E no meio dessa quarentena é fácil sentir-se desconectado de outras pessoas. Mas como o vírus é um problema de todos, esta situação aproximou muitas famílias e amigos.

Diversas pessoas aproveitaram a oportunidade para se reconectar com amigos e familiares por telefones ou vídeos.

Ter esperança é acreditar que alguma coisa muito desejada vai acontecer.

Enquanto o mundo suplica por união e empatia o que está em constante evolução é a esperança.

Neste período complicado conseguimos identificar a solidariedade mais aflorada ao próximo e isso é um excelente sinal que avançamos em meio ao caos.

Grande parte da população já sai de máscara, vizinhos se prontificaram para ajudar grupos de risco, crianças passando álcool gel e já entendendo os riscos e cuidados com o próximo.

Será que a esperança está chegando?

Não temos mais tempo para pessoas ou locais que não nos fazem bem.

Precisamos estar mais conectados com sensações boas e com quem se preocupa conosco.

Foi baseado neste compromisso que decidimos repensar várias coisas para Grendene pós quarentena. Sentimos as mesmas dores e conseguimos entender o que precisa ser feito para melhorar ainda mais.

Criamos o Kit Quarentena e um novo produto que será um marco na nossa empresa.

Acreditamos em um mundo melhor e como o mundo é feito de pessoas, precisamos cuidar do próximo sem deixar de viver feliz.

Qual sua esperança?

Nós temos as nossas e uma delas é estar ao seu lado levando sempre Saúde, beleza e bem estar através das melhores soluções e estratégias com aquela pitada de essência Grendene. Queremos ajudar e comemorar quando as coisas mais desejadas por você forem acontecer.

Vamos passar por dias duros ainda.

Tudo passa!

O importante é que você seja feliz enquanto estiver passando e podemos ajudar.

Somos muito gratos pela missão que nos foi dada e por amar o que fazemos.

Recebemos muitas mensagens com teores emocionantes neste período difícil e foi extremamente significativo para sabermos a importância do nosso trabalho e que podemos mudar vidas.

“O Que importa é se sentir bem
O Que importa é fazer o bem
Eu quero ver todos evoluírem também”

Ranieri Brognoli
CEO – Clinica Grendene

A importância de fazer alongamentos todos os dias, mesmo em casa!

A importância de fazer alongamentos todos os dias, mesmo em casa!

Essa quarentena nos pegou de surpresa! E agora como fazer para se manter sem dores e incômodos? A prática regular de alongamentos pode lhe ajudar nisso! Proporcionando benefícios como o relaxamento e alívio da tensão muscular, a melhora da postura e da flexibilidade corporal, e até mesmo o aumento do bem-estar físico e mental.

Isso serve tanto para quem é sedentário e está sofrendo por má postura, estresse, insônia, ou até mesmo para quem realiza atividade física e ficou com algum desconforto pós-treinamento.

O que é o alongamento?

Os alongamentos são exercícios físicos que visam à preservação e o aperfeiçoamento do grau de flexibilidade muscular, a prática do mesmo favorece o estiramento das fibras musculares, contribuindo para que o seu comprimento aumente. Isso ocorre devido o aumento da temperatura dos músculos, quanto mais se alonga um determinado músculo maior será o fluxo da articulação controlada por ele e melhor será a sua flexibilidade.

Quais os benefícios do alongamento?

São inúmeros os benefícios do alongamento, tanto para os atletas como para os sedentários, desde que seja feito corretamente e de preferência com a orientação de um profissional da área. Suas vantagens são:

  • Proporciona o bem estar físico e mental do praticante;
  • Estimula o desenvolvimento da percepção do próprio corpo;
  • Reduz a probabilidade de desenvolver lesões musculares;
  • Restringe os riscos de disfunções da coluna;
  • Melhora a postura;
  • Diminui a tensão muscular;
  • Ameniza cólicas menstruais em atletas;
  • Suaviza a irritabilidade muscular;
  • Estimula o cérebro a liberar a serotonina, o hormônio do bem estar;
  • Diminui a incidência de cãibras.

Alongar o corpo também trará benefícios aos órgãos internos, pois essa prática massageia os rins, fígado, intestino e pâncreas. Além disso, estimula a circulação do sangue e dos nutrientes no organismo. Porém, o hábito de alongar-se tem que ser constante e adequado para desfrutar dos benefícios citados.

Como deve ser feito o alongamento?

É essencial a prática de alongamento constante, de preferência todos os dias. É importante ressaltar que você não pode sentir dor ao alongar-se e deve fazê-lo de forma correta, com calma, relaxado, inspirando pelo nariz e expirando pela boca.

Como já mencionado, deve ser feito de preferência supervisionado por um profissional da área, mas caso não seja possível é muito importante a orientação de uma profissional da área da fisioterapia e/ou educação física. Cada posição de alongamento deve ser feita 3 vezes de 15 a 45 segundos, o ideal é que você faça um pré-aquecimento antes, como por exemplo, uma caminhada de 5 minutos ou polichinelos antes de executar os exercícios de alongamento.

​                É importante iniciar o alongamento pelos músculos primários que são o superior das costas, peitoral e posterior das coxas e glúteos, pois eles são os que contribuem mais intensamente na execução dos movimentos. Depois alongue os músculos auxiliares ou secundários como os músculos das mãos e dedos e dos bíceps.

A importância do alongamento e aquecimento

O Alongamento é importante porque aumenta a elasticidade e a flexibilidade dos músculos, reduz o risco de lesão, contribui para a correção da postura e para a circulação sanguínea, diminui a tensão muscular e provoca relaxamento do mesmo, Porém como citado antes o alongamento é muito importante ser praticado constantemente e sempre depois dos exercícios.

Já o aquecimento é a preparação de uma atividade ou exercício físico, ou seja, é a primeira parte do treinamento, seria movimentos de baixa intensidade e que são capazes de elevar a temperatura corporal, favorecendo o aquecimento muscular e corporal. São importantes porque aumentam o desempenho e minimiza lesão muscular.

A intensidade do aquecimento deve ser suficiente para aumentar a temperatura muscular sem produzir fadiga, um dos objetivos da pratica antes da atividade física é adaptar o corpo a pressão do exercício, treino ou atividade física. Os principais benefícios do aquecimento são:

  • Aumento da temperatura muscular;
  • Aumento do metabolismo energético;
  • Aumento da elasticidade do tecido;
  • Diminuição do risco de lesão;
  • Aumento da lubrificação das articulações;
  • Aumento do fluxo sanguíneo;
  • Melhora da função do sistema nervoso e central;
  • Evita dores musculares;

É muito importante fazer um aquecimento antes dos alongamentos também;

Efeitos do alongamento no corpo humano

São diversos efeitos que o alongamento promove no corpo:

  • Melhora a coordenação;
  • Diminui as tensões musculares;
  • Proporciona relaxamento muscular;
  • Previne lesões como distensões musculares;
  • Desenvolve a consciência corporal;
  • Contribui na recuperação muscular após atividade física;
  • Colabora com atividades de desgaste como caminhada, corrida e natação;
  • Melhora o nível de flexibilidade das fibras musculares e reverte o encurtamento muscular;
  • Ativa a circulação;
  • Ajuda no aquecimento, à medida que eleva a temperatura do corpo;
  • Beneficia a coordenação motora, à medida deixa os movimentos mais soltos e fáceis;

Por fim, com base nas explicações acima não há como negar a importância dos alongamentos na qualidade de vida das pessoas. Neste momento que estamos tão restritos pelo isolamento social torna-se uma excelente ferramenta para redução de dores, manutenção da postura e desempenho físico e melhora da saúde como um todo.

Alongue-se, e pratique suas atividades com menos risco e mais qualidade!

Vanessa Grendene
Fisioterapeuta e Proprietária – Clínica Grendene

A Quarentena e o Futuro! Será o remédio mais letal que a doença?

A Quarentena e o Futuro! Será o remédio mais letal que a doença?

Hoje eu quero trazer para vocês um pouco do que estamos vivendo e uma visão do que eu imagino para um futuro próximo.

O que eu vou comentar com vocês, talvez eu tenha dividido com pouquíssimas pessoas até hoje. Mas hoje eu senti que deveria dividir com todos.

Estamos vivendo um momento histórico e o efeito colateral deste momento é preocupante.

Acredito que todo empreendedor em algum momento já cogitou a possibilidade de fechar a empresa. Isso pode ter sido no plano de negócio ou até mesmo no andamento do empreendimento. O cenário nem sempre é favorável. Mas será que algum dia alguém já tinha pensando que o seu negócio poderia ser fechado por uma pandemia mundial? Acho difícil, até mesmo o mais pessimista, não deve ter colocado este fator de risco no seu planejamento.

Sempre tive como principal função dentro da empresa a parte estratégica e financeira, e minha ideia com este texto não é trazer uma discussão política, mas sim uma reflexão do que pode ser menos prejudicial neste momento.

Todos os gestores precisaram tomar decisões difíceis e muitas delas têm efeitos colaterais. Muitas vezes o problema é tão complexo que não existe uma alternativa boa e sim a “menos ruim”.

Vivemos um momento no Brasil onde as informações nunca foram tão rápidas, porém muitas bobagem e mentiras também são consumidas na mesma velocidade.

Sempre tivemos muito cuidado com as informações que passávamos nas nossas redes, e nos deparávamos com muitos profissionais do nosso segmento, que não tinham nenhuma preocupação com as informações que estavam jogando no mercado e muitas vezes sem embasamento. Isso atrapalhava muito quem realmente queria trabalhar da forma correta! Em reuniões internas, falávamos em ter que desmentir os sonhos irreais vendidos pela mídia desesperada destes profissionais e clínicas que só pensavam em vender.

E por isso quero falar algo tão importante neste momento.

Não sou a pessoa mais adequada para falar sobre o Covid-19, até porque não é minha área e também não existem estudos embasados e comprovados sobre a cura, devido ao curto período de tempo e amostras do mesmo.

Por estarmos vivendo em um momento de polarização, mesmo quando todos parecem estar no mesmo barco, surge uma visão politica velada. Mas quem ganha com isso?

Se você fala em preocupação com a economia, você é um desumano que só se preocupa com dinheiro.

Será que a dose do remédio não vai ser mais letal que a doença?

Com praticamente 35 anos de idade e com um filho de 1 ano e 5 meses, nunca pensei que pudéssemos passar por um momento como o que estamos vivendo. Estamos de quarentena a praticamente 1 semana, e confesso que neste período eu pensei várias vezes o quanto é terrível esse vírus, o quanto isso poderia fazer com que eu nunca mais pudesse falar com um ente querido, o que eu gostaria de ter dito para algumas pessoas que estão na faixa de risco da minha família e não falei.

Realmente faz você repensar algumas coisas! Mas será que o pânico é o melhor caminho? Para quem interessa?

Mas eu preciso abrir meu coração e ser muito sincero: me peguei pensando muito mais vezes o que pode acontecer com nossos colaboradores! O quanto difícil é para um líder ter que mandar embora a única provedora da sua casa e sabendo que ela vai encontrar por meses ou até anos dificuldade em achar novamente um trabalho como o que tinha em nossa empresa. O quanto seria difícil ter que mandar uma equipe inteira embora sem saber como elas vão conseguir se realocar.

Pensei em profissionais que são autônomos e que sem trabalhar, não recebem. Quanto tempo eles conseguem viver assim?

Não existe estratégia perfeita neste momento, mas não podemos perder uma guerra sem lutar. Com os dados atuais (que são poucos), eu pensaria em manter o isolamento para a faixa de risco e faria de forma estratégica o retorno da economia com as pessoas que estão fora deste grupo.

O mais absurdo são as pessoas fazerem campanhas para todos estarem em casa, falando sobre a importância do isolamento, porém pedindo coisas pelos aplicativos. É de uma hipocrisia assustadora. Quer dizer que as vidas destes trabalhadores que estão mantendo mercados abertos, farmácias, entregas de alimentos e outras coisas não deveriam estar sendo preservadas também?

Existem trabalhadores arriscando suas vidas para me servir e servir minha família enquanto estamos de quarentena?

Trabalhamos com a promoção da saúde e sabemos o impacto que o próprio sistema de saúde vai encontrar pela frente.

Pensando nisso decidimos neste período de “Fechamento” nos reinventarmos para promover saúde para nossos clientes e possíveis interessados, tentando ajudar no combate as possíveis complicações que o Covid-19 possa gerar. Desenvolvemos conteúdos e Lives para esclarecer e ajudar nossos seguidores e adequamos nossos treinamentos funcionais, consulta médica e consulta nutricional para o formato online.

Acredito que ao final deste período, as empresas que permanecerem ativas após essa catástrofe, deverão conscientizar-se da sua responsabilidade em ajudar ao próximo e em prosseguir com as recomendações que sejam dadas pelos órgãos responsáveis.

É um momento da humanidade repensar e as empresas precisam se adequar ao novo cenário que está por vir.

Espero que o efeito colateral seja o menor possível para as pessoas e empresas.

Muito obrigado!

Ranieri Brognoli
CEO – Clinica Grendene

A relevância do exercício físico no cenário atual

A relevância do exercício físico no cenário atual

Nos últimos anos o mundo, vem enfrentando cada vez mais fenômenos atípicos e de grandes proporções, sejam naturais (em represália as mudanças impostas pelo próprio ser humano, como o aquecimento global, gerando temporais intensos, alagamento, etc) ou na saúde do ser humano (mental, física , social) proveniente da rotina desgantante, longas jornadas de trabalho, excessos tecnologicos e nas expectativas sociais ou preocupações com o futuro.

Com todo este cenário, cada vez mais o ser humano tende a ausentar-se como cidadão “saudável” e “livre”.

Em contra partida, existem diversos métodos preventivos e que estão ao alcance de todos, que podem blindar o nosso organismo a boa parte destes problemas, como manter uma alimentação saúdavel, ter uma boa noite de sono, curtir momentos de lazer, e realizar alguma atividade física, hábitos que contribuem significativamente para melhorar a qualidade de vida de todos nós.

Os exercícios físicos, tem se mantido no topo da lista de “grandes aliados”, mas será que no cenário atual, conseguimos deixar o sedentarismo e a preguiça um pouco de lado para mantermos ou começarmos?

Nos últimos meses conhecemos um novo “inimigo”, de proporções gravíssimas,  para “atrapalhar” ainda mais a rotina do ser o humano, afetando diretamente a nossa liberdade e nos deixando mais vulneráveis: o COVID-19 (Coronavírus).

O mesmo está com uma incidência de contágio alta e ainda não há previsão de mudanças deste quadro. Será que  diante desta situação, conseguimos incluir ou manter as atividades físicas em nossa rotina?

A resposta é sim!

Basta adotar todas as medidas preventivas que temos recebido da OMS (Organização Mundial de Saúde):
– Realizar esterilizações constantes das mãos e antebraços, lavando constantemente água e sabão, e fazendo o uso de álcool gel 70%.
– Evitar o contato íntimo, atravé de beijos, abraços e apertos de mãos.
– Evitar eventos e locais com grandes aglomerações.
– Manter-se hidratado e com o sono equilibrado

É imprescindível neste momento, realizarmos atividades e exercícios físicos leves à moderados, para manter nosso corpo saudável, protegido e/ou menos suscetível aos efeitos colaterais do novo vírus.

Temos a opção da aula presencial com horário marcado, em espaço aberto e também das consultorias onlines.

Conte conosco neste novo tempo!

Gente movimentando Gente!

Vinicius Camargo
Fisiologista.

Incontinência Urinária

Incontinência Urinária

A flacidez vaginal e incontinência urinária são muito comuns com a idade (comum na menopausa), o sedentarismo e a obesidade. No pós-parto essas situações também podem aparecer.

Conforme o passar dos anos a uma redução no trofismo de todos os músculos do corpo, inclusive do assoalho pélvico. Por este motivo, é muito importante e recomendada a realização de atividade física regular para prevenir este tipo de situação. Além disso, em alguns eventos específicos como na gestação e na menopausa, por alterações relacionadas a hormônios e por compressão da bexiga por aumento do útero, no caso da gestação, a um afrouxamento dos músculos da região pélvica e dos canais urinários podendo proporcionar flacidez vaginal e incontinência urinária.

Estas situações não estão relacionadas diretamente com o tipo de parto realizado, sendo ele normal ou cesariana à possibilidade de ocorrer estes incômodos. Os fatores determinantes para o desenvolvimento e manutenção deste afrouxamento estão relacionados à falta de prevenção e tratamento deste tipo de disfunção.

Quais as principais características da flacidez vaginal e da incontinência urinária?

A flacidez vaginal consiste no afrouxamento dos músculos da região pélvica. As consequências são dores e dificuldades nas relações sexuais no pós-parto. Como ocorrem alterações de todo assoalho pélvico pode ocorrer flacidez associada à incontinência urinária, que é a perda de urina involuntariamente, como por meio de tosse, espirro ou qualquer situação que gere aumento da pressão abdominal.

Lembrando que a incontinência urinária é um sintoma que pode ser decorrente de outras disfunções comuns às mulheres grávidas, como infecção urináriaconstipação e, ainda, problemas na bexiga e efeitos colaterais de remédios.

Como se preveni essa disfunção?

A principal maneira de prevenir a flacidez vaginal é por meio do fortalecimento da musculatura dessa região, desde o pré-natal. Os exercícios de assoalho pélvico normalmente são monitorados por fisioterapeutas especializados em uroginecologia. Estes exercícios são também conhecidos como exercícios de Kegel, são bem úteis para o fortalecimento da região. Ele consiste em contrações e relaxamentos dos músculos pélvicos de forma sequenciada.

A prática de outras atividades físicas regulares (como caminhada, natação, pilates e yoga) durante a gestação é mais uma forma de prevenção. Para quem não praticava atividade física anteriormente a gestação é necessária uma liberação médica por conta das particularidades da situação.

Para combater a incontinência urinária, as medidas são as mesmas, afinal, por meio de atividades físicas também são prevenidos outros problemas causadores do incômodo (caso da constipação e infecção urinária, como já apontei). Tudo isso faz parte de um bom pré-natal, evidentemente.

E como tratar essas patologias?

Se você perceber os sintomas que citei acima, como dores e incômodos nas relações sexuais (um desconforto comum de que fica com flacidez vaginal é o acúmulo de gases na vagina, que libera sons inconvenientes durante o sexo), informe o seu ginecologista e fisioterapeuta. O mesmo vale para a incontinência urinária, caso você note que está perdendo urina involuntariamente.

Por meio de exames, o seu médico consegue comprovar o quadro. Para revertê-lo, existem tratamentos específicos que podem auxiliar como procedimentos não invasivos com laser associado à fisioterapia uroginecológica. Ainda assim, pode a haver flacidez das estruturas dos lábios pequenos e grandes lábios que também podem ser tratadas através de equipamentos. Em caso de incontinência, medicamentos e até cirurgia podem ser indicados.

Lembrando ainda que, às vezes, a flacidez vaginal pode ser confundida com fraqueza dos músculos dessa região. Nesse caso, vale destacar que depois do nascimento do bebê é comum que a mulher sinta essa fraqueza, pois tanto durante a gestação como no parto (em caso de parto normal), os músculos vaginais são bastante sobrecarregados. Contudo, depois do parto, tudo volta à normalidade, mas para evitar a fraqueza, a recomendação também é exercitar a região.

Dra. Vanessa Tellitu Grendene
Fisioterapeuta